Estar Online, bom ou mau?

Partilha a dança:

Estar Online? Dança Online? Fazer formação online?

Muitas vezes é visto pejorativamente, associado à ideia de perder tempo com uma tarefa alienadora de deslizar interminavelmente no feed noticias de um qualquer Facebook ou nos stories do Instagram. Remetendo-nos muitas vezes para banalidades e futilidades, para o culto da imagem e da falsa felicidade, estar Online tem bastantes detratores.

Mas será que estar Online é só isso?

E a janela de oportunidade tremenda que se abre? E a chance de encontrares aqueles que já são teus amigos mas que não vês há muito, de conhecer novas pessoas que talvez estejam alinhadas contigo, de descobrir assuntos totalmente novos, de democratizar o acesso ao conhecimento, de expressar publicamente a nossa opinião, de transmitir conhecimento ou de servir alguém?

Para nós, estar Online é poder levar a Dança a todos, é transmitir conhecimentos, é desenvolver novas didáticas, é assistir ao desenvolvimento real dos nossos alunos, é manter uma atividade profissional, mas é também, encontrar e desfrutar dos amigos, desenvolver criatividade, manter uma certa normalidade.

As aulas de Dança Online, o projeto Ritmo Azul Online, é algo que veio para ficar!

Dança Online

Muitos são os alunos que todos nos dias nos agradecem pela dinâmica que realizamos em torno da escola de dança online, pela oferta formativa que lhes possibilita evoluir muito, pela possibilidade de encontrar com muita regularidade os seus colegas, poder conversar com eles, poder partilhar tantos momentos, poder continuar a divertir-se. São muitos os que nos pedem, que por favor quando as aulas presenciais (que adoram) regressarem, não deixemos de proporcionar as aulas de dança à distância, as aulas de dança online e as actividades online.

E porquê?

Uns porque estão fisicamente muito distantes, em Madrid, em Genebra, em Bruxelas, em Moscovo, ou qualquer outro sitio, e tem assim a possibilidade de fazer aulas de dança regulares com quem se identificam verdadeiramente, com quem reconhecem ter o mesmo alinhamento de valores que eles. Outros, descobriram que adoram as aulas de técnica individual e que há um sem fim de possibilidades de desenvolvimento pessoal a par com o desenvolvimento a par.

Nada, mesmo nada, substitui o prazer de estarmos fisicamente juntos, de nos tocarmos, de nos abraçarmos, de trocarmos de par, de partilharmos as nossas aprendizagens. Mas, infelizmente, isso ainda não está ao nosso alcance. E como em tudo na vida, não vale a pena ficar estático a choramingar sobre assuntos sobre os quais não temos poder. Vale sim a pena, pensar positivamente como podemos encontrar soluções para resolver as questões que estão ao nosso alcance.

Dança de qualidade, amizade, convivio e muito mais…

Nós não somos capazes de encontrar a cura para esta doença, mas somos capazes de encontrar um meio para proporcionar a melhor experiência de dança possível, que não passa só por aprender a dançar em casa. Passa também por te contar a história e as histórias das danças e de quem faz a dança acontecer em Portugal e no mundo.  Por te mostrar imagens inéditas de dezenas de espetáculos, alguns onde tu também figuras. Passa por continuar a conectar e a reforçar as amizades e o convívio que a dança trouxe para a nossa vida… por momentos de descontração, de emoção e de puras gargalhadas. Por tentar inspirar e renovar esperança em ti, no mundo e na tua tribo.

A tribo ON está sempre de braços abertos para acolher mais desafios, mais amigos e mais diversão.

Nós estamos ON! E tu?

Conta-nos  a tua experiência!

Isabel Costa - professora, bailarina e directora da escola de dança Ritmo Azul

Partilha a dança:

4 thoughts on “Estar Online, bom ou mau?”

  1. Mónica Fonseca

    Eu estou on! Definitivamente !!!
    Tem sido uma experiência incrível não só na aprendizagem como no companheirismo.
    A escola ritmo azul tem uma equipa de professores de excelência com uma capacidade de trabalho fora de série.
    As aulas online são um óptimo complemento ás aulas presenciais.
    Nestes dois meses de aulas online Sinto que continuo a evoluir na minha dança.
    Eu sou fã.
    Experimentem e vão ver que tenho razão!!

    1. É imensamente gratificante sentir a evolução dos alunos e o entusiasmo com que aceitaram o conceito e tiraram o melhor dele.
      Obrigada!

  2. Madalena sousa

    Eu também estou on. É sempre mt bom estar convosco e com todos,e a forma como lutam pela dança e a estima que sentimos por nós e o quanto trabalham para nos proporcionar entretenimento e formação é algo de louvar e quemuito nos incentiva. A todos professores do tango(desculpem os outros que eu nao conheco)o meu mt obrigado,vocês sao excelentes ,mas apesar de tudo confesso que já tenho saudades de estarmos fisicamente juntos. Ate breve

    1. Olá Madalena,
      E que bom que é tê-la On connosco! Sabemos que nada substitui o estarmos juntos fisicamente, o toque e o abraço da dança. Mas é muito bom quando os alunos continuam a valorizar a formação, mesmo online. Quando tudo terminar estaremos certamente mais fortes e a dançar ainda melhor. beijinhos

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top
× .